Na Avenida Sumaré

Quem conta: anônima
Conta mais: o mundo tem mais gente legal do que a gente imagina.

Estava sem carro, cumprindo meus compromissos a pé. Cabeça quente, cheia de preocupações. Posso até dizer que estava decepcionada com a humanidade pelo que tinha visto nos últimos dias.

Andava pela Avenida Sumaré, em São Paulo, olhando pra dentro de mim. Só levantei a cabeça para ver se poderia atravessar, quando um ciclista que vinha em direção oposta olhou dentro dos meus olhos, sorriu e desejou “bom dia”.

Isso mudou meu humor, me fez sorrir de volta e, sobretudo, voltar a acreditar que há, sim, gentileza nesse mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star