O Conversível

Quem conta: anônima
Conta mais: cada momento é um pedaço da nossa história.

Fui demitida de um dos meus primeiros estágios. Me sentindo muito mal, o fracasso em pessoa, liguei para a minha melhor amiga e ela concordou que eu fosse pra casa dela me consolar.

No caminho, desatei a chorar enquanto dirigia. Pra chegar lá, eu tinha que subir uma ladeira íngreme. Normalmente, eu pegava o embalo no início pra subir mais rápido, meu carro era velho.

No meio da ladeira, emparelhou comigo um conversível com um sujeito na faixa dos 50, muito bonitão, com óculos de sol. Ele gritou de lá:
Nunca se esqueça: tudo na vida passa, tudo!
Acelerou e foi embora.

Parei de chorar na hora e nunca esqueci o recado. Ele tinha razão.

2 replies to “O Conversível

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star