O Menino “Diferente”

Quem conta: analuiza
Conta mais: que a gente lembre sempre de ser gentil.

Eu estava brigada com a minha mãe enquanto voltávamos do médico. Paramos para comer, era época de Natal, e todo o restaurante estava enfeitado. Depois de uma refeição ruim e silenciosa, ela saiu na frente sem me esperar.

Quando eu estava chegando na porta, um menino “diferente” agarrou a minha perna. Ele estava com medo do Papai Noel que enfeitava a entrada e a mãe dele logo correu pra se desculpar e tirá-lo de perto – provavelmente, já acostumada a ser envergonhada por outras pessoas. O menino abriu um sorriso tão bonito quando viu a mãe, tão cheio de amor, que eu só pude me desculpar por ter sido rude com ele (nem lembro o que falei, mas ele realmente me assustou).

O olhar que a mãe dele me deu quando percebeu que eu não estava com raiva do filho, cheio de gratidão, quase me fez chorar. Eu só pude me despedir e correr pra abraçar a minha própria mãe, que eu amo tanto quanto aquele menino ama a sua.

Já faz meses que essa história aconteceu, mas eu sempre lembro daquela mãe e penso no quanto ela sofreu e sofre com as grosserias das pessoas para/com o filho dela. Às vezes a gente esquece de ser gentil e acaba machucando os outros sem querer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star