Em Portugal

Quem conta: manuevans
Conta mais: no começo, todos somos desconhecidos.

Vim pra Portugal sozinha fazer mestrado. Tinha chegado há uma semana e, depois de ter recebido notícias não tão boas na faculdade, saí meio cabisbaixa e fui caminhando comendo castanhas.

Fiquei encostada na parede pensando que loucura toda essa de largar tudo (vida estável) e vir pra outro país. Sim, realmente eu estava preocupada.

Um rapaz percebeu isso e veio até mim:
– Você está triste?
Refleti e respondi:
– Sim, está complicado.

Depois de uma conversa de apoio, uma pessoa que nem me conhecia disse pra eu perseverar e lembrar só do meu objetivo. Que sempre haverá dificuldade, mas que isso serve pra nos deixar mais fortes.

E, de um momento de tristeza, tive grandes palavras de conforto justo de alguém que eu jamais esperaria isso: um desconhecido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star