O Encontro

Quem conta: claudiadias
Conta mais: não temos noção de como pessoas podem mudar o norte de nossas vidas.

Fazia muito tempo que não pensava em ninguém. Estava tão preocupada com minha vida profissional que perdi o “fio do amor”. Às vezes reclamava de coisas que não tinham sentido e achava que era vítima dessa maratona profissional que a cada dia só cresce e nos engole sem pedir permissão.

Um belo dia, o telefone toca e a voz conhecida de uma amiga me chama para ministrar aulas na academia de cursos que coordenava. Fiquei surpresa, pois nunca havia feito isso e, sinceramente, acreditava que não daria conta, mas ela insistiu e aceitei.

Fiz a mini aula e foi um arraso, estava nervosa… elas agradeceram e saí da sala pensando que nunca mais investiria nisso. Mal sabia que era só o começo de umas maiores mudanças da minha vida. Após uma semana, minha amiga ligou pedindo para que eu substituísse uma professora e pensei: “o que será que Deus está querendo me mostrar?” e fui! Eram apenas dois dias que se perpetuaram em muitos outros e, em algum momento dessa maratona docente, encontro o que foi um verdadeiro furacão do amor. Os professores se encontravam na copa no intervalo e, ali, numa manhã de temperatura agradável, o cupido me flechou…

Aquele olhar tranquilo e sereno acompanhado de um sorriso enigmático gerou uma avalanche de emoções. Almoçamos juntos várias vezes e quando nos víamos era um mix de vontade e medo, não entendia o que estava acontecendo. Mas eu não insistia. Falávamos pelas redes sociais muito discretamente, nunca gostei de expor, gritar, evidenciar. Sou muito discreta, afinal, era só um affair.

Muitas coisas aconteceram e ele saiu da instituição. Tínhamos dois amigos em comum que eu percebia que não nos apoiavam e, se precisassem atrapalhar, o fariam. E acredito que isso foi feito. Gostaria de saber o que foi dito, mas o tempo se encarrega de colocar tudo no lugar.

Eu continuei muito encantada mas, de uma hora pra outra, sem motivo aparente, ele não me respondia e, muito menos, interagia pela internet. Até que um belo dia me deparo com uma foto de um beijo cinematográfico dele com outra e o status de “relacionamento sério”. Fiquei arrasada, sem chão, até porque a epopéia durou 4 meses até esse fatídico dia. Chorei horrores…

Gostaria de ter tido uma última conversa e que, mesmo se não viesse a resposta que eu esperava, ao menos terminasse com um abraço fraterno e carinho. Que o bem querer recíproco continuasse. Não gosto de nada mal resolvido ou pela metade, as conversas podem se desenrolar de diversas maneiras: no sorriso, no olhar, na paciência em ouvir… e também no silêncio!

Em tempos de trocas ligeiras e declarações em 140 caracteres, comecei a entender após um tempo que tudo que passou foi um grande aprendizado com ganho espiritual fantástico, pedia a Deus para que acrescentasse tudo que poderia ser bom e promissor.

Não nos falamos mais. Reduzi substancialmente minha presença online. Se me perguntam porque não bloqueio ou excluo, foi porque através dele me refiz afetivamente em vontade, paixão, respeito e meu incrível encontro com Deus que coloca as pessoas certas no momento certo em nossas vidas.

Logo vem o aprendizado e a gratidão por tantos outros ganhos que ficaram. Muitas vezes tentava achar o fio certo para entender o que estava acontecendo, mas, quando se trata de amor, tudo é certo e errado. Recomeçar é preciso, pois já disse tantas vezes por aí: nada resiste ao amor.

Parafraseando Mário Quintana – “No final das contas, você vai achar, não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star