A Careca

Quem conta: joãopacheco
Conta mais: minha missão é transformar a dor em amor.

Minha história de vida já foi lida aqui antes. Bonito mesmo é quando você tem tudo para desistir e consegue, do nada que tem em mãos, fazer brotar amor onde não há mais esperança. Foi isso que resolvi fazer.

Hoje, estou me formando em Odontologia e faço estágio voluntário em um hospital de crianças com Câncer. Minha missão? Devolvê-las o sorriso e transformar a dor em amor. Certo dia, enquanto visitava rotineiramente o leito dos meus pacientes, conheci Gabriel. Ele tinha 5 anos, e há 2 semanas descobrira ter leucemia. Imediatamente me aproximei para ver o que estava acontecendo. Gabriel, cercado de outros profissionais, só chorava e nada falava. Foi hora de colocar em prática o que de melhor aprendi a ser na vida: criança!

– Gabriel, o que está acontecendo?
– Oi, tio! Descobri que tenho leucemia. Pelo jeito que as pessoas me olham e falam comigo, parece que isso é algo muito grave.
– As crianças só choram por 2 motivos… de alegria ou de tristeza. O que te faz chorar, então?
– Tio, estou chorando de tristeza mesmo. Eu não me importo com essa tal de leucemia, sabe. O que me deixa triste é que eles querem raspar minha cabeça hoje! Falaram que meu cabelo vai cair inteirinho. Tio, eu tenho uma namorada… mas isso é segredo, você não pode contar pra ninguém. Só estou com medo de ela não gostar mais de mim.
– Ah, Gabriel! O amor existe de todas as formas. Com ou sem cabelo, eu acho que ela te ama mesmo é pelo rapaz incrível que você é.
– Ah, tio! Talvez você tenha razão. Mas isso não tira de mim o grande medo que estou sentindo.
– Você não imagina como é bom sentir o vento gelado batendo na careca!
– Como você diz isso, tio? Sua cabeça está inteirinha com cabelos.
– Prometo que estou te falando a verdade!
– Então me prove, ué.
– Assistente! Você poderia trazer duas máquinas de cortar cabelo ao invés de uma?

Minutos depois, as máquinas chegaram. Sentamos lado a lado. Gabriel fechou os olhos e segurou firme na minha mão. Naquela manhã, nós 2 fomos os carequinhas mais felizes do universo. As lágrimas cederam lugar ao sorriso. O vento gelado realmente é bom! Fazia tempo que eu não o sentia!

Se o resto da minha vida for assim, com gargalhadas, atos corajosos e o tipo de exaustão que se sente depois de um dia gratificante… serei uma pessoa feliz! Muito feliz! : )

6 replies to “A Careca

  1. Meu Deus! A história de vida desse cara é simplesmente incrível! Tem gente que nasce pra amar, amar e nada mais. Você é assim, João!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star