A Baliza

Quem conta: danidecarvalho
Conta mais: eu só precisava estacionar meu carro.

Eu estava estacionando o carro na lateral de uma avenida movimentada e estreita, e era uma vaga pequena onde eu precisava fazer baliza.

Encostei o carro paralelamente ao da frente e esperei o movimento baixar para que eu pudesse manobrar. Quando tive algum tempo, fiz o possível pra ser ligeira, senão o movimento intenso voltaria e eu teria que esperar mais. Nisso, um ônibus parou atrás do meu carro trancando a avenida e o motorista descansou os cotovelos no volante como quem diz “vai com calma que eu te espero”.

Eu sou uma mulher e tenho certeza que essa foi a razão da paciência. Porém, me gabando um pouco, eu sou muito boa com baliza e executei a manobra com um toque especial de perfeição em três viradas de um volante sem direção hidráulica. Ficou retinho! Excelente! E em retribuição, o motorista do ônibus abriu a porta de entrada dos passageiros, bateu palmas e levantou os braços como se fosse um gol de placa numa final de copa do mundo.

Eu, acostumada com machismos, com uma cara de 16/17 anos e motorista há 3 anos, dei muita risada e aquela empolgação contagiou o meu dia!

2 replies to “A Baliza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star