Singularidade

Quem conta: juliannagonçalves
Conta mais: a inocência também faz a diferença.

Tenho 16 anos e estava andando pela rua com a minha mãe quando avistei uma menina de aproximadamente 5 anos vindo na nossa direção. Sem saber da sua singularidade, dei um tchauzinho pra ela e fui retribuída com um lindo sorriso.

Acho que nunca a verei novamente, mas aquela menina com Síndrome de Down me ensinou uma grande lição: quando se tem inocência, você não vê diferença e age sem nenhum preconceito. E, perdoem o paradoxo, mas a beleza da vida está nas diferenças!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star