O Diagnóstico

Quem conta: julianacasemiro
Conta mais: eu precisava de um diagnóstico.

Sofria frequentemente com uma dor em um dos meus olhos. Era uma pontada tão forte que chegava a me acordar nas madrugadas.

Meu pai, médico, indicou um colega Oftalmologista dizendo que ele iria me acalmar e ajudar – mal sabíamos o que isso realmente significaria. Cheguei na consulta e contei da dor. Ele examinou, fez vários testes e me deu o diagnóstico:
– Enxaqueca. Resultado de estafa, excesso de preocupação. Você é muito nova pra isso, menina!
– Nossa, que tristeza. E como isso passa?
– Precisa aliviar a mente. Repense sua vida. Abrace uma árvore.
– Hahaha! Simples assim?
– Sim. Liberte-se, ok?

E ele estava certo. Eu era uma menina de 21 anos, sofrendo muito por pentencer a um universo de trabalho que me desgastava demais. Pouco tempo depois, pedi demissão e lembrei dele por, finalmente, me sentir livre.

Essa memória ainda existe muitos anos depois, porque a dor voltou (pelas mesmas razões) e porque seu conselho foi repetido – e continuará sendo sempre que precisar. : )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star