O Vendedor Ambulante

Quem conta: yokomatos
Conta mais: era um dia daqueles.

Acordei já meio atrasada para ir ao Pilates e depois ir trabalhar. Nesse dia, o professor também se atrasou e eu não pude esperar.

Fui direto para o trabalho e, como moro longe, peguei um ônibus, que ficou muito cheio, e depois o metrô, que estava pior ainda. Não tinha como me mexer e em uma das estações fui arremessada para fora do vagão.

Depois de voltar para o vagão e ficar muito irritada com aquela situação lastimável, desci e resolvi parar para comprar algo doce e tentar acalmar meu espírito.

Parei num ambulante que vendia lanches e nem o cumprimentei, de tão atordoada que estava. Mesmo assim, ele me sorriu e deu um bom dia que salvou o meu dia. Sua forma de trabalhar e me atender puderam me mostrar que existem coisas boas sempre, basta querer olhar além dos nossos problemas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star