No Fim

Quem conta: jéssicatenório
Conta mais: algumas histórias de amor terminam. E tudo bem.

Resolvi ir a uma festa na minha cidade, quando “ele” veio me cumprimentar. Já o conhecia há uns dois anos, mas nunca fui muito com a cara dele, sempre ouvia falar que era o tipo de cara mulherengo. Na mesma época, descobri que minha melhor amiga me enganava há um tempo. Justo ela, que tinha se envolvido com ele e sofrido. Fiquei com raiva e muito triste.

Ele dava em cima de mim e eu o evitava, ficava incomodada e fazia questão de demonstrar isso. Não sei por qual motivo, decidi conversar com ele. Entre uma palavra e outra, ele deixava claras suas intenções. No fim da festa, me convidou para sair um dia e eu disse não. Ele insistiu de uma forma que me deixou perturbada, com tanta convicção, que me dei conta que ele não me deixaria em paz até eu aceitar.

Trocamos mensagens pelo Facebook por uns dias e ele sempre insistia em me ver novamente. Vencida pelo cansaço, fui e confesso que a essa altura já estava interessada (embora falasse pra mim mesma que nunca, jamais ficaria com ele). Saímos e, a partir dali, começou a nascer algo que jamais imaginaria poder sentir algum dia. Logo eu, que sempre achei o amor uma completa bobagem, me vi amando a pessoa mais improvável do mundo pra mim.

Nunca foi algo realmente sério, mas as coisas eram intensas entre nós, tínhamos um ao outro e era lindo. Ficamos juntos por pouco mais de 1 ano, mas infelizmente acabou. Foi tudo numa boa, vimos que era o melhor a ser feito, afinal, não poderíamos ficar juntos mesmo. O próprio disse:
– Não era o que queríamos, mas era o que tinha que ser.

Ele me fez feliz, me mostrou o amor em sua forma mais linda, sem egoísmos e sou grata a ele por tudo. Só lamento nunca ter dito com palavras que o amava mas, no fim das contas, ele sempre soube.

Devemos desejar sempre coisas boas para aqueles que um dia amamos e nos fizeram feliz. Amor, pra mim, é isso: querer o bem.
Acima de tudo, é querer a felicidade da pessoa amada mesmo que esta não esteja mais ao meu lado. O que realmente importa são os momentos felizes e de amor. A saudade sempre fica, isso é inevitável, mas é aquela saudade de que valeu a pena!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star