No Tempo Certo

Quem conta: monediniz
Conta mais: histórias podem ser lindas mesmo depois do fim.

Ele tinha um nome diferente, impossível de esquecer.

Anos depois…
Mona, do árabe, “desejo”. Ele, “índio”.
Ela trêmula, ele ofegante.

Foi um encontro mágico!

Pêssego…
Eles gostam de café sem adoçar. Amargo! Chá, viajam no céu, lua, nascer e por…
Picolé sem papel.
Maria Bonita, ele Lampião.
Ele tem medo de avião, ela adora voar. Balão!
Poéticos, almas de artista. Ela gosta de colorir, ele desenhar.
Ele tem vocabulário bonito, gosta de ensinar… ela das cores, sede de aprender!
Suco de uva.
Ele odeia domingo… tenta animar.
Raizes no SerTão!
Ouviram muito sobre vinho e cerveja.
Prometeram se dar as mãos… seguros! Somente a verdade… um passeio pelo mundo, um final de semana juntos.
Cheios de medos…
Ela não fala inglês, tem tradutor e intérprete!
Ganhou a aposta: arroz com pequi!
Ela não consegue dormir, tagarela. Ele lê todas as noites… escreve! Prometeu pra ela.
Ela precisando ser amada e ele com medo de amar… a distância ficou enorme.

Imagina?

E assim acabou.

2 replies to “No Tempo Certo

  1. Ahhhh, Mone Diniz….o mundo é uma mandala, não é mesmo!? :)
    E nossas histórias (assim como a sua: linda!!), colorem, costuram, unem pessoas, fatos, lugares…deixa saudade e gratidão!
    Beijo grande!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star