O Colete Laranja

Quem conta: deisisantos
Conta mais: éramos quase conhecidos.

Há uns 2 anos atrás, eu estagiava na Secretaria de Educação de Porto Velho, em Rondônia. O prédio fica na área central da cidade, onde há muitos usuários de drogas e moradores de rua.

E, em meio a tantos, tinha um morador de rua que sempre estava por ali em frente ao meu trabalho, cuidando e lavando os carros. Toda vez que passava por nós, servidores, ele cumprimentava e nos chamava de “rei” ou “rainha”.

Num certo dia, estava chegando no trabalho, ele me acompanhou e mostrou um colete laranja semelhante ao dos guardas de trânsito.
– Olha, minha rainha, agora sou guardador de carro legalizado! Tenho até um colete!
Ele estava tão animado, que eu o parabenizei pelo belo colete e lhe desejei boa sorte nesse “novo emprego”.

Ele me olhou espantado e agradeceu. Disse com tais palavras:
– Obrigada pela sua atenção e educação! Ninguém nunca me desejou boa sorte!
Sorrindo, continuou:
– Você já é bonita, mas pela sua educação, você se torna linda!

Nunca me esqueci disso. Foi um elogio de alguém inesperado, mas foi o mais sincero e isso me tocou profundamente.

2 replies to “O Colete Laranja

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
close-alt close collapse comment ellipsis expand gallery heart lock menu next pinned previous reply search share star